Aulas abertas de Escrita Vivencial

Home»Events»Aulas abertas de Escrita Vivencial
Aulas abertas de Escrita Vivencial

Aulas abertas em Dezembro 2018 na Fábrica de Braço de Prata, facilitadas por Ana Teresa Silva

Aulas com exercícios práticos que ajudaram os participantes a inscrever a escrita no seu quotidiano, a encontrar a sua própria voz, potencializar a sua criatividade, a explorar emoções, memórias e experiências, obter insights para superar desafios e clarear a sua visão de futuro.

A neurologista Judy Willis explica que a prática de escrever melhora:
• a forma como o cérebro recebe, processa, retém e busca informações,
• promove foco e atenção,
• reforça a memória de longo prazo,
• esclarece padrões,
• dá ao cérebro tempo para pensar
• e, quando bem guiada, é uma fonte de desenvolvimento conceptual e estímulo da mais alta cognição cerebral.

Não é por acaso que Benjamin Franklin mantinha um diário. Que Leonardo Da Vinci enchia cadernos e mais cadernos com pensamentos e desenhos. Que Bruce Lee andava com um bloquinho de notas no bolso onde escrevia meditações e reflexões. Que Josh Waitzkin, prodígio do xadrez, medita e depois escreve (em freewriting). E que Barack Obama descreveu o poder da escrita desta forma: “Na minha vida, escrever tem sido um importante exercício para esclarecer o que eu acredito, o que vejo, o que me importa, quais são os meus valores mais profundos. O processo de converter uma pilha de pensamentos em frases coerentes faz-me perguntar questões mais difíceis.”

Alguns testemunhos:

“Participei nas aulas abertas de escrita vivencial na Fábrica Braço de Prata e foi uma experiência muito rica e deveras interessante na parte prática, o método aplicado para nos fazer soltar as ideias, fazendo-nos ordenar e criar novos conteúdos transpondo-os para o papel de uma forma viva e confiante resultaram para mim numa maior fluidez na escrita. Continuo a aplicar muito do que aprendi na minha escrita, dedico-me mais à poesia, mas noto um crescimento significativo na criação. Muito Obrigada Ana Teresa Silva.”
Ana Albuquerque

“A participação nos workshops de Escrita Vivencial com a Ana Teresa Silva foram bastante desbloqueadores. Perdi o medo da folha em branco porque aprendi várias técnicas que me ajudam a começar, e a deixar fluir o pensamento e a escrita. Os workshops decorreram num ambiente bastante acolhedor, que promovia a partilha com os colegas. Para além da escrita, foi útil também a nível de auto conhecimento e definição de propósito a cada momento e em cada coisa que faço. Recomendo!”
Catarina Soares

“Obrigado pelo oásis no rolo compressor da rotina “9 às 5″. Escrever é resgatar memórias, de episódios concretos ou visões dadas pela vida. Aprendi a organizar matérias-primas para escrever, convivendo com pessoas que gostam de fazer o mesmo. Beijinhos e Bom Ano!!”
Luís Barroso